Conversão do fogão de gás LP para natural

Pois bem, a maioria dos fogões que são vendidos aqui no Brasil, sai de suas fábricas prontinhos para funcionarem com o botijão de gás, entretanto, existem modelos que saem de suas fábricas adaptados para dois tipo de abastecimentos, são eles: o GLP ou o gás natural.

Quem pode realizar conversão de fogão

somente as autorizadas do fabricante de seu fogão, a empresa que for fornecer o gás ou uma pessoa especializada para esse tipo de serviço, jamais alguém que não entende do assunto e que não seja especializado.

Lembre-se que, a conversão do GLP para o gás natural encanado deverá ser totalmente gratuita pela empresa autorizada de seu fabricante, somente se essa for à primeira instalação ou se estiver no período certo de garantia.

Muitas pessoas perguntam o porquê de ser o serviço autorizado do fabricante de seu fogão, o responsável número 1 para fazer a conversão necessária, a resposta é: Porque cada fogão obtém um tipo de peça dimensionada, específica e certa para serem adaptadas.

Quando a companhia de gás tiver que fazer o serviço de conversão, ela também deverá usar as peças necessárias e corretas, mas, não é isso que ocorre algumas vezes.

Conversão de fogão para gás encanado

Quais são os passos que a equipe que for realizar deverá seguir? Irei cita-las a baixo, mas antes irei falar um pouco sobre o gás encanado.

Gás encanado (GN) ou gás natural:

O gás natural irá chegar até a sua residência por meio de uma rede de distribuição e ele é composto por dois gases: o propano e o gás butano.

Propano : H3C ─ CH2 ─ CH3            

Butano: H3C ─ CH2 ─ CH2 ─ CH3

Esses dois gases são os principais componentes do gás natural e também são altamente perigosos, pois são inflamáveis, não obtém cheiro e nem cor também.

Comesse gás não tem cheiro, por medida de segurança para nós consumidores e por quem estiver por perto, é adicionado ao GN alguns tipos de substâncias, são elas o tiocompostos ou compostos sulfurados  mais conhecido como enxofre.

São essas substâncias que são capazes de dar cheiro ao gás natural, pois são altamente com um odor muitíssimo desagradável e poderá ser sentida pelo consumidor mesmo em pequenas quantidades. Com isso podemos perceber o perigo e logo em seguida resolver o problema.

A diferença entre o gás GLP( gás de cozinha) e o gás natural, é que o GLP não possui algum tipo de substancias inorgânicas e você o encontra dentro de botijões, já o gás natural obtemos pelas concessionárias, ou seja, pelo gás encanado ou ele canalizado de rua.

Agora iremos falar sobre a conversão:

Para realizar esta conversão, deverão ser usados tipos de kits de peças certas para cada tipo de produto específico. Em cada kit que foi fornecido pelo próprio fabricante, contém as peças próprias para que o fogão funcione corretamente sem nenhum tipo de problema, assim o gás natural irá funcionar adequadamente.

Um aviso extremamente importante é o seguinte, nunca deverá ser colocadas peças que não são apropriadas para o tipo de modelo ou tentar fazer adaptações, nem mesmo se for a pedido do cliente, pois com isso irá acarretar riscos, e o responsável sempre será de quem realizou o serviço.

Sobre as peças que deverão ser trocadas na hora de fazer a conversão são as seguintes:

1- A primeira de todas é a ponteira de conexão de gás;

ponteira de conexão
Ponteira de conexão de gás

2- Em segundo são os registros, pelo fato de que a vazão mínima para o próprio gás natural é bem maior que a do gás GLP;

Registro para instalação de gás
Registro para instalação de gás

3- A terceira peça são os injetores. Os diâmetros de alguns furos são bem maiores quando se comparado com o gás de cozinha (GLP), ainda sobre isso, nunca poderá ser aumentado o furo do injetor, pois acarretará em problemas;

4- Deverá também ser ajustada a regulagem do ar primário, pois ele deverá ser menor que a regulagem para o gás de cozinha, mas antes deverá ser verificada a regulagem correta especificada pelo próprio fabricante;

5- Dependendo do modelo do fogão, também deverão ser trocados cada tubo individual de cada queimador;

6- Logo em seguida deverá ser conectada uma mangueira metálica do ponto de gás ao fogão;

Esse kit pode ser comprado separadamente ou em conjunto, confira onde encontrar o kit conversão de gás

Precisará ser verificado se a pressão do gás natural está à 220mmca, caso não esteja, deverá ser feita a regulagem correta, para isso a companhia de gás terá que ser informada para poder fazer a regulagem dessa pressão.

Depois que a conversão do gás foi finalizada, é necessário que se verifique se há possíveis vazamentos. Para isso, é preciso que se use um manômetro para ver se está ocorrendo queda de pressão.

Este serviço de conversão não é fácil de fazer, portanto, nunca se arrisque a tentar executa-lo. Contrate agora os serviços de conversão do fogão da Aplitec clicando aqui

gás canalizado

instalações de gás canalizado Curiosidades e Perigos

Chamado de gás natural o gás canalizado é um dos produtos menos  tóxicos e mais seguros feitos em tubulações de prédios e comércios. Esse tipo de instalação deve ser feita somente por uma equipe especializada e com referencias, pois não podemos descartar riscos porque o gás natural canalizado não tem odor nenhum. Para detectar um vazamento é aplicado um odorizante no local para estimular cheiro. O gás canalizado é mais leve que o ar, por isso em casos de vazamento o mesmo se dissipa e minimiza rapidamente os riscos de acidentes graves. Saiba mais
O que pode acontecer no caso de um vazamento de gás natural é o deslocamento do ar existente no ambiente, deixando-o pobre em oxigênio.

gás canalizado

Após realizada as instalações de gás canalizado, antes do uso do gás natural, o técnico deve informar a você todos os procedimentos a serem tomados em eventuais problemas de simples solução, mas fique atento para sempre chamar ajuda especializada em casos de problemas mais graves como por exemplo vazamentos de gás

 

Existem erros comuns nesse tipo de instalação, vamos listar dois erros.
– 1 A central de gás LP deve ficar afastada 1,5 metros de ralos, pois como o gás LP é mais denso que o ar, no caso de vazamento poderá ocorrer confinamento.
-2 As centrais de gás devem ficar afastada 1,5 metro de portas e janelas.

Curiosidades sobre gás natural

Preço

O preço do gás natural pode ser menor do que o gás glp de botijão, porem em caso de precisar de  uma manutenção, pode gerar altos custos com reformas e substituição de tubulação de gás.

Características

– A chama do gás natural é azul, que é produzida em razão da combustão completa, ou seja, reação total com o oxigênio.
– A chama do fogão precisa estar sempre limpa para que possa passar o gás sem nenhum atrito.
– No caso de higienização da mangueira flexível sempre utilize detergente neutro e um paninho de algodão, nunca utilizar esponjas para limpeza pois pode danificar a mangueira.

tubulação de gás

Composição Quimica

Gás natural definição: A Composição do gás natural pode variar bastante, o gás metano é o principal componente, hidrocarbonetos leves podendo conter também outros gases em menores proporções. Apresenta baixos teores de dióxido de carbono, compostos de enxofre, água, nitrogênio a composição pode variar a partir do reservatório onde o gás é encontrado.
Veja a baixo:

Composição Química aprox. (% vol) do Gás Natural 
Metano CH4 86.5%
Etano C2H6 9.4%
Azoto N2 0.3%
Propano C3H8 2.6%
Butano C4H10 1.1%
Pentano C5H12 0.1%

O gás natural precisa passar por algum tratamento?

É feito a retirada de impurezas do gás, vapor de água e compostos de enxofre etc. Evitando assim a condensação de frações mais pesadas no decorrer do transporte via gasoduto, e minimizar os efeitos corrosivos nas tubulações.

Curso de Síndico Profissional Grátis

Se você trabalha como síndico em seu prédio ou condomínio, e está tendo dificuldades para realizar uma boa administração, talvez por falta de experiência e conhecimento, temos aqui uma solução para você!

Encontramos um excelente curso totalmente GRÁTIS onde você irá receber conceitos aprofundados em vários setores da ocupação e também os problemas e cuidados do dia a dia que um síndico profissional enfrenta.

Para receber o curso GRÁTIS basta acessar o link:

 

 

 

Gás Vazando o que Fazer?

Você sabe o que fazer se você sentir cheiro de gás em algum lugar? Nesse artigo iremos detalhar como você deve agir em uma situação de risco como essa. Primeiramente vamos apresentar aqui algumas características de cada tipo de gás para você saber com o que está lidando. Para chamar uma empresa capaz de localizar vazamento de gás clique aqui

Instalação de gás de cozinha

Toda instalação de gás de cozinha é composta por uma tubulação de gás com canos geralmente de cobre, uma mangueira de gás que a conecta ao equipamento que é abastecido com o gás, como fogão e coocktop. Ou ela pode conter apenas um bujão de gás com a mangueira de gás sendo conectada ao equipamento. Na rede de gás encanada, encontramo o  gás natural, que é mais leve que o ar, e tende a não se acumular em ambientes arejados, já no bujão, temos o gás GLP, que é mais pesado que o ar e tende a ficar acumulado em um ambiente.

Que riscos oferece um vazamento de gás

1 – Explosão: Caso ocorra um vazamento de gás sem que ninguém perceba, o gás irá se acumular no ambiente e se algum interruptor ou aparelho elétrico gerar uma simples faísca, isso irá ocasionar imediatamente em uma séria explosão.

2 – Asfixia: Se o vazamento ocorrer em um lugar com pouca passagem de ar e o gás se acumular em um momento em que a pessoa estiver dormindo ou inconsciente por algum motivo, sem poder sentir o cheiro de gás, isso pode levar a asfixia, pois não terá oxigênio suficiente no ambiente para respirar.

3 – Intoxicação: Alem de poder ficar sem oxigênio, caso a pessoa inale uma grande quantidade de gás, pode ter sequelas e complicações posteriormente.

4 – Vidas em risco: Caso ocorra um vazamento seguido de explosão em condomínio ou um prédio onde residem muitos indivíduos, o resultado seria uma grande fatalidade.

5 – Prejuízos: O menor dos riscos seria diante de um pequeno vazamento como o do pinga pinga de uma torneira, ocorrendo um aumento na conta do gás.

Como saber se o gás está vazando

Felizmente, existem alguns métodos que podem detectar um vazamento antes que ele possa causar qualquer males as pessoas que estiverem no ambiente. Porem existem forma distintas para cada tipo de instalação de gás, a natural e a glp com o bujão.

Na tubulação de gás

– Avaliação Profissional: É muito importante realizar periodicamente a inspeção e avaliação de toda a estrutura da rede de canos que compõem a rede de gás, feita por um engenheiro ou técnico especializado, verificando se existem sinais de corrosão, desgaste ou mal encaixe nos canos. Alem de verificar também todos o elementos da rede como o relógio, a mangueira, os conectores e as válvulas de acionamento.

– Teste de Estanqueidade: Geralmente é realizado por um profissional bem capacitado com um equipamento que faz a pressurização da tubulação de gás com ar comprimido e então com a avaliação da pressão, se pode determinar se existe ou não algum vazamento.

Teste de Estanqueidade

– Equipamento Eletrônico: É um aparelho chamado de GEOFONE capaz de detectar a presença de moléculas de gás hidrogênio que é injetada na tubulação onde se suspeita haver vazamento. Este gás que inexiste no ambiente em sua forma livre é detectado pelo equipamento que indica onde está a maior concentração dele que, no caso, é o local do vazamento. Com esta forma de trabalho, este equipamento independe do ruído provocado pelo vazamento, isto é, permite que seja utilizado em tubulações com ou sem pressão e em qualquer horário. É ideal para detectar pequenos vazamentos em residências, paredes, linhas de alimentação de piscinas, etc.

Geofone

No Bujão de gás

– Teste da esponja: Em uma instalação de gás residencial onde existe apenas um bujão de gás, pode ser feito esse teste da seguinte maneira: Primeiro pegue uma esponja e aplique detergente e água, depois aperte e esfregue ela até formar bastante espuma. Agora passe a espuma onde existe a conexão da mangueira de gás entre o bujão de gás e do fogão. Se a espuma for assoprada, significa que naquele ponto existe vazamento.

Teste da Esponja

Esperamos ter sanado todas as suas duvidas sobre oque fazer e como evitar um vazamento de gás, se você gostou comente e leia mais de nossos artigos.

Vazamento de gás no prédio

Vazamento de gás em seu prédio

O vazamento de gás em seu prédio pode ser consequência da má instalação de gás no mesmo e isso pode gerar uma porção de consequências para todos os moradores do prédio.

O vazamento de gás em prédio por sua vez é bem mais preocupante do que se fosse a uma única casa, pois, como todos sabem, em um prédio existem vários apartamentos onde várias pessoas moram, sendo assim, acaba comprometendo uma quantidade maior de fatores que possam ocasionar problemas sérios.

Focado neste assunto, elaboramos este artigo com a finalidade de mostrar a você a importância da prevenção do vazamento de gás e algumas consequências que o mesmo pode ocasionar em um prédio. Confira!

Manutenção preventiva na tubulação do prédio

Uma das formas mais utilizadas para realizar a identificação do vazamento do gás de um prédio é através da manutenção preventiva na tubulação. Esta tem como finalidade prevenir e evitar supostos riscos e consequências que um vazamento poderia ocasionar.

reparo de tubulação de gásO reparo de vazamento de gás é muito importante e necessário quando há um conjunto de casas ou apartamentos, isto porque, a probabilidade de gerar incêndios e explosões é muito maior.

No entanto, se após o reparo for identificado algum tipo de vazamento nas instalações prediais de gás, é necessário que seja feito a aplicação de resina na tubulação, assim, todos os possíveis meios de vazamento serão tapados e isso ajudará e muito a prevenir futuros riscos.

Além disso, aconselhamos também, no caso da aplicação de resina não funcionar, você deve substituir a tubulação de gás, fazendo isso, com certeza você encontrará o local onde estava ocasionando o vazamento e consequentemente prevenirá uma porção de futuros riscos.

Por mais que seja ótima a instalação de gás natural ou de gás GLP em um prédio, acaba sendo preocupante, afinal de contas, como já mencionado acima, são diversas pessoas em um único local que pode sofrer as consequências.

Desta maneira, para que todos os reparos sejam feitos de forma correta, indicamos a você os serviços da Caca Vazamento Zona Leste, eles com toda certeza repararão todos os problemas e sempre oferecerão a você mais segurança e tranquilidade.caça vazamento de gás na Zona Leste

 

Então não fique inseguro por conta da má instalação predial de gás, contrate agora mesmo nossa equipe de Caca Vazamento Zona Leste e desfrute dos seus dias com mais segurança e tranquilidade, sem medo passar por riscos de incêndio e asfixia.

 

Para contratar o serviço de caça vazamento da Aplitec, Clique Aqui

 

Como Instalar Cooktop a Gás

Como instalar cooktop a gás

Detalhes importantes para saber antes de instalar cooktop a gás

O cooktop elétrico, que utiliza energia elétrica, esquenta muito rápido e demora para esfriar, cuidado pra não se queimar. Para ele, é necessário usar panelas resistentes e com fundo reto. Um ponto positivo é que ele é preciso no controle de temperatura e esquenta qualquer tipo de alimento mais rápido do que o modelo a gás. Um lembrete importante: é preciso deixar uma tomada exclusiva pra o cooktop, se ele for elétrico.

Já na hora de instalar cooktop a gás, o modelo vem de correntes eletromagnéticas acionadas pelo contato com a panela. Por isso precisa usar panelas próprias para ele: o fundo deve ter ferro ou liga de aço inox. Uma dica para saber se uma panela pode ser usada nesse tipo de fogão é testar com um ímã. Se ele fixar no fundo da sua panela, pode usar. Assim que é desligado, esse modelo esfria, e você não se queima. Por isso ele é bem mais seguro.

Bancada de instalação do coocktop é importante

A bancada que recebe o cooktop deve ter de 2 a 6 centímetros de espessura para suportar o peso do eletrodoméstico e deve ser resistente a temperaturas altas. Geralmente são feitas em granito, mas há materiais como os compostos de pedra (Silestone e Limestone) que podem ser utilizados.

É importante antes de instalar cooktop a gás ter as medidas do mesmo na hora de encomendar o balcão que vai na sua cozinha. Você deve prestar atenção na profundidade da bancada, que geralmente 65 cm: deve acomodar o cooktop com as sobras informadas pelo fabricante na frente e atrás. E também tem que deixar espaço nas laterais para servir como ventilação, apoio e área de trabalho.

O corte da bancada é feito no local e o ideal é já ter o eletrodoméstico para que o marmoreiro faça o recorte na pedra e garanta que ele está bem encaixado.

Como instalar cooktop a gás

Atenção com os armários

Se já escolheu o modelo, o importante é fazer o armário respeitando os nichos e medidas indicados no manual de instalação do fabricante. Encomende os móveis levando em conta as dimensões e folgas exatas dos produtos escolhidos.

Você pode instalar o forno onde for mais prático. Se escolher logo abaixo do fogão, lembre-se de deixar entre 5 e 10 cm a partir do fundo do equipamento – o manual de instalação traz a medida exata. No caso do cooktop elétrico, essa distancia garante o fluxo de ar, que impede o superaquecimento. Já para instalar cooktop a gás, se usa esse espaço para o posicionamento da mangueira que o alimenta. Se o forno for para outro local, o espaço abaixo do cooktop a gás fica livre para armários.

Atenção também ao ponto de saída do gás, que deve estar do lado de fora da marcenaria a, no máximo, 1 m a partir do centro do cooktop.

Caso a pia esteja na mesma bancada, mantenha uma distância de 45 cm evitando, assim, respingos. É obrigatório que as tomadas fiquem fora do nicho, na alvenaria, e a pelo menos 30 cm do ponto de gás para evitar acidentes.

Mantenha a geladeira longe

A geladeira muito próxima pode aumentar o consumo de energia. Se a geladeira estiver ao lado, é preciso isolar e prever um afastamento de 10 cm e colocar uma divisória. Drywall ou madeira resolve a questão.

Fique alerta com problemas

Esses são os problemas mais comuns numa instalação de cooktop. Saiba quais são e evite que eles aconteçam.

– Escolher o modelo pela estética e não saber se ele atende suas necessidades;

– Comprar muito antes de instalar e perder a garantia;

– Instalar por conta própria e não chamar o instalador autorizado;

– Fazer o corte na bancada sem ter o cooktop e deixar o buraco maior, torto e descentralizado;

– Escolher um modelo que não cabe na cozinha;

– Encomendar o armário sem observar os espaços de ventilação e folgas recomendados no manual de instalação;

– Colocar tomada dentro do armário do cooktop;

– Mudar de ideia durante a obra.